Animais

Cuidar de cascos de cavalo

Pin
Send
Share
Send
Send


Um aspecto fundamental para sua saúde

O cavalo é um animal que requer cuidados constantes, principalmente em seus membros, já que é uma área que suporta um grande peso devido às dimensões de seu corpo. Os pés têm que estar em perfeitas condições para que possam correr sem qualquer desconforto que os impeça. Essas atenções não são indispensáveis ​​no caso de o animal viver em liberdade, mas por causa dos esforços que o ser humano o força a fazer, como andar no asfalto ou galopar, os pés e as pernas sofrem pressão excessiva e se deterioram com o corpo. mais facilmente

Um cavalo sem bons capacetes é um cavalo inseguro, nervoso e desconfiado ao caminhar. O casco é dividido principalmente em três partes: a primeira está localizada do lado de fora e é chamada de parede e cresce a partir da coroa. Por outro lado, é a parte côncava que protege o capacete de ferimentos e é chamada de sola. É uma área muito sensível devido à sua delicadeza devido à fina camada que apresenta, por isso deve ser tratada com muito cuidado. Finalmente, há o sapo, cuja função é amortecer e impedir o deslizamento do capacete, mecanismo que permite a contração e a extensão do capacete ao caminhar.

Existem inúmeros fatores que contribuem para o bom estado dos membros equinos, mas um dos mais importantes é a limpeza diária. Para fazer isso, você tem que remover a sujeira do calcanhar para o fogo com um limpador de capacete, prestando atenção especial para que o produto não penetre nas áreas macias do sapo, que sempre tem que estar limpo para evitar problemas no capacete.

A hora certa para verificar diariamente se tudo está em perfeitas condições é antes e depois de pedalar. Se nosso animal é um potro, essa revisão de rotina é essencial porque, em caso de anomalia, problemas futuros serão evitados. Para que ele se acostume a levantar a perna no momento do trabalho de ferro, um bom exercício de adestramento é erguer seus membros todos os dias.

Não só é importante limpar a área afetada, neste caso, os cascos, mas também é necessário manter o estábulo e a palha em ótimas condições, porque se estes dois elementos contiverem impurezas, o contato contínuo com eles será uma infecção para o cavalo. . Da mesma forma, devemos fornecer uma dieta balanceada, já que ingredientes como a biotina ajudarão no bom estado dos cascos e da crina.

As mudanças no grau de umidade influenciam muito a deterioração dos cascos, e é por isso que devemos nos esforçar para fazer essas alterações o mínimo possível. Isso ocorre após o término do treinamento, uma vez que ocorre abruptamente de estar em constante movimento para permanecer estável e relaxado, sem realizar nenhum tipo de exercício. Para evitar essas mudanças, é aconselhável usar uma aplicação tópica responsável por selar a quantidade correta de umidade, permitindo a necessária distribuição e penetração de oxigênio.

O sapo é uma das partes mais sensíveis do casco e que exige mais atenção, pois em seus sulcos colaterais, pedras ou elementos pontiagudos são geralmente embutidos, além de ser o local onde as bactérias descansam, por isso é um foco constante de infecções. no caso eles não são limpos com freqüência. Quando chegar a hora de desinfetar o sulco central, é necessário notar se há rachaduras ou cortes nele: em caso afirmativo, é culpa do ressecamento da área.

Se eles emitirem um mau cheiro, isso indica que ocorreu uma infecção grave. Isso é quando você tem que proceder à limpeza completa do capacete, aplicando peróxido de hidrogênio. Posteriormente, é necessário verificar se a ferradura permanece em perfeitas condições, ou seja, se ainda está bem colocada e os rebites estão apertados. Estes passos são fundamentais, porque se as várias doenças se desenvolverem, o cavalo acabará mancando.

O estado da ferradura

A base dos cascos tem que estar continuamente em boas condições, mas os esforços que o cavalo faz diariamente não ajudam a mantê-lo, é por isso que o hardware é usado, para evitar seu desgaste e cuidar da deterioração. Colocar corretamente a ferradura é muito importante, pois desempenhará o papel de sola, essencial ao se deslocar no asfalto.

A montagem e o ajuste dos capacetes devem ser realizados pelo ferrador, com uma periodicidade que depende do trabalho e do trote que ele realiza, além do estágio de crescimento em que se encontra. Em geral, é um processo que deve começar quando o potro tem 4 a 8 semanas de idade.

Quando os capacetes ultrapassam o limite da ferradura, as unhas adequadas ao seu tamanho não são usadas ou o cavalo perde o equilíbrio, isso significa que o hardware está mal feito ou é hora de trocá-lo. Tenha em mente que, para que uma ferradura seja colocada corretamente, os capacetes devem ser planos e, para isso, é necessário apará-los ou arquivá-los, caso contrário ele irá balançar para os lados ou deslizar para a frente ou para trás, o que Isso incentivará sua agressividade por causa da dor que produz.

Fatores genéticos

Existem linhas de cavalos mais predispostas a problemas no capacete. Tanto a fraqueza dos cascos como os bolsos têm um componente hereditário que você deve levar em conta ao fazer as travessias em seu programa de criação.

O componente genético de um capacete ruim não tem tratamento, mas existem condições ambientais que podem ser melhoradas.

Movimento do pé

Com o exercício do cavalo estamos melhorando a circulação no pé e, portanto, o suprimento de nutrientes Para todas as suas estruturas. Os cavalos que são estáveis ​​durante todo o dia reduzem significativamente este suprimento de sangue para o pé e, portanto, para todas as células responsáveis ​​pela formação de um capacete saudável.

Normalmente os cavalos começam a se machucar quando são montados. Se começarmos a montar cavalos muito novos, a ferradura restringe os movimentos do capacete, resultando na má formação das partes que atuam como amortecedores.

Efeitos do clima no pé

O fator climatológico que mais influencia é a umidade ambiental.

Secura Ele endurece os cascos, mas também pode quebrá-los. Se você estiver em áreas secas, depois de limpar o capacete, aplique cremes hidratantes e nutritivos no capacete. Outra opção é lavar os capacetes com bastante água e, em seguida, aplicar um óleo ou graxa que impermeabilize, para que a umidade que você forneceu com a água seja mantida internamente.

Pelo contrário, se o seu cavalo está em um zona molhada você deve aplicar graxas de impermeabilização quando o pé estiver seco para que a umidade não penetre.

É muito importante saber que a hidratação ou a impermeabilização funcionarão especialmente na palma da mão e não na parede. Por isso, aplique estas técnicas na parte inferior do capacete, onde elas terão mais efeito.

Fatores nutricionais envolvidos na qualidade do capacete

A passagem para uma dieta de qualidade será suficiente se os problemas de saúde do capacete do seu cavalo forem de origem nutricional, mas você deve levar em conta o longo período de renovação de todo o capacete e ser paciente e insistente.

  • Para começar a notar resultados no capacete de qualquer mudança nutricional deve acontecer pelo menos 4-6 meses
  • Para renovar completamente um capacete deve passar 10 a 12 meses

Proteínas

Eles são formados por aminoácidos. A cisteína e a metionina são aminoácidos que possuem altos teores de enxofre que favorecem o crescimento e a resistência do casco.

Proteínas de alta qualidade contêm aminoácidos essenciais suficientes para atender às necessidades nutricionais do cavalo. É por isso que é tão importante se alimentar com alimentos que contenham não apenas quantidades suficientes de proteína, mas que sejam de qualidade.

Biotina (Vitamina H ou Vitamina B7)

É um tipo de vitamina B que pode ser gerado no intestino do próprio cavalo ou pode ser fornecido na ração ou por suplementos nutricionais especiais. Influencia diretamente a estrutura e a elasticidade do casco, o que reduz a formação de fissuras. Ao melhorar a estrutura também permite melhor hidratação.

Minerais e oligoelementos

  • Cobre, zinco, manganês e selênio

Todos os alimentos naturais contêm esses elementos, mas às vezes não em quantidade suficiente. É por isso que é necessário adicionar balanceadores à dieta ou usar ração balanceada de qualidade em minerais.

É necessário para a ligação célula a célula dentro da parte corneana do capacete. Os cereais são ricos em fósforo e, quando há um excesso, a absorção de cálcio é inibida. Nestas circunstâncias, é muito importante fornecer alimentos equilibrados com menos cereais.

Como limpar os cascos do cavalo.

A limpeza é considerada essencial para o cuidado dos cavalos. Para isso, devemos observar, hidratar e limpar os cascos dos cavalos diariamente para antecipar uma anomalia, que depois leva tempo para cicatrizar. Para isso, é aconselhável fazê-lo antes e depois de pedalar.

Para limpar a parede dos cascos, isso deve ser feito de acordo com uma ordem:

  1. Se não estiver molhado o suficiente, molhe a parede inteira com água e sabão.
  2. Após este passo, usamos uma escova ou outra ferramenta para remover a sujeira.
  3. Depois de ter removido toda a sujeira, aplicamos água para limpar completamente os cascos
  4. Para evitar o aparecimento de patologias, aplicaremos uma graxa especial com o componente de griserina e a impermeabilizaremos com grande sucesso.

Passos para limpar os Ranillas

Para concluir a limpeza do cavalo, terminamos com os sapos.

  1. Nós removemos a sujeira com um limpador de capacete do calcanhar para o fogo.
  2. Atenção especial aos sulcos laterais, onde bactérias, fungos, etc. são encontrados.
  3. Você pode encontrar odores, cortes, rachaduras e vamos aplicar com peróxido de hidrogênio nas áreas afetadas.

Quais patologias elas podem derivar?

As patologias de inverno mais freqüentes de cascos de cavalo são:

Quartos: Como dissemos antes, são rachaduras na parede, principalmente associadas à secura.
Sapos atrofiados: Esta é a aparência de infecções devido à exposição de capacetes a condições de alta umidade.
Abscesso Subsolar: Devido a contusões ou feridas penetrantes

Em qualquer outro caso, consulte um veterinário que pode encaminhá-lo a um tratamento para prevenir ou curar qualquer outra patologia.

Video: Introdução ao Casqueamento do Cavalo. O que vc deve saber. (Julho 2020).

Pin
Send
Share
Send
Send